REDE DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL CANÇÃO NOVA
Segunda-feira, 26 de junho de 2017
  • Facebook
  • Twitter

Conheça a Cia de Artes, Unidade 6 da Rede de Desenvolvimento Social Canção Nova

Publicado em: 05/04/2011

Tags: , , ,

A Cia. de Artes surgiu em 2005, tendo como missão evangelizar através da Arte . O projeto iniciou atendendo cerca de 20 crianças com aulas de balé. No primeiro ano, com a coordenação de Marlucia Carvalho (Com. Canção Nova), foi realizado o I Espetáculo Musical com o nome “Cibele, perdida na floresta”.

A cada ano mais crianças se interessavam pelo projeto, com isso a equipe de profissionais foi crescendo e desenvolvendo novas atividades. Nos anos seguintes foram realizados mais seis espetáculo: “Cibele no jardim do amor”; “Cibele no mundo dos rítimos”; “Cibele em vespera de Natal”; “Mostra de Dança” e por fim “A Criação do Mundo”.

Para a monitora de dança Samara Ramos trabalhar no projeto é uma experiencia de constante edificação “está sendo uma experiência única, muito agradável e gratificante por poder ajudar na formação dessas crianças. Como professora o certo seria passar tudo aquilo que sei para elas, mas normalmente em sala de aula acabo aprendendo muito mais” .

Atualmente a Cia de Artes faz parte da Rede de Desenvolvimento Social e atende 180 crianças e adolescentes usando uma metodologia de ensino baseada na escola profissional de balé Royal. Nesse ano iniciou o curso de Hip Hop que visa atender a publico masculino que procura o projeto.

“Trabalhar na Cia de Artes é muito bom! Posso dizer que aqui foi o lugar que eu aprendi, amadureci e cresci como pessoa e profissional. 5 anos atrás eu acreditei na missão de evangelizar pela arte e me tornei voluntário desse projeto. Depois, funcionário dando aula de dança e hoje a Canção Nova me confia a supervisão desse projeto. Vejo que não precisamos ser grandes para Deus nos confiar uma missão, Ele nos confia para sermos grandes! Estar com essa equipe me faz ser maior, pois sei que não sou capaz de fazer acontecer sozinho. Aprendo que cada um é responsável pelo sucesso da missão e com isso a arte acontece!” disse, o coordenador do projeto, Ralphy Batista.

Deixe seu comentário