REDE DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL CANÇÃO NOVA
Segunda-feira, 26 de junho de 2017
  • Facebook
  • Twitter

Mãos que Evangelizam comemora dia mundial do surdo

Publicado em: 27/09/2010

Tags: , , , , ,

 

O Dia Mundial do Surdo é comemorado por membros da comunidade surda de todo o mundo no dia 26 de setembro, com objetivo de relembrar as lutas vividas ao longo dos anos, como por exemplo, a luta em prol do reconhecimento da língua de sinais nos diversos países do mundo.

O projeto Mãos que Evangelizam- localizado na unidade 1 da Rede de Desenvolvimento Social Canção Nova em Cachoeira Paulista (SP) – realizou na tarde do dia 27 de setembro uma confraternização que reuniu surdos que trabalham na Fundação João Paulo II e a equipe do projeto para comemorar esta data tão especial.

Origem do Dia do Surdo

No Brasil, o dia 26 de setembro é sugerido devido ao fato desta data lembrar a inauguração da primeira escola para Surdos no país em 1957, com o nome de Instituto Nacional de Surdos Mudos do Rio de Janeiro, atual INES- Instituto Nacional de Educação de Surdo. E. Huet (1855) Professor Surdo francês fez um programa especial para ensinar os Surdos no Brasil. Este programa consistia em usar o alfabeto manual e a Língua de Sinais da França. Lutou e conseguiu junto ao Imperador Dom Pedro II apoio para fundar a primeira Escola para Surdos no Brasil, na cidade do Rio de Janeiro, o INES – Instituto Nacional de Educação de Surdos, no dia 26 de setembro de 1857.

O dia 26 de setembro foi oficializado no calendário nacional brasileiro diante Lei 11.976/2008, resultado do projeto de lei 1.791/99 proposto pelo Exmo. Deputado Federal Eduardo Barbosa.

Sobre o Projeto
O projeto Mãos que Evangelizam faz parte da Rede de Desenvolvimento Social Canção Nova. Criado em maio de 1999, durante o Acampamento de Oração “Valei-me, São José”, a iniciativa faz o trabalho de interpretação de pregações, de Santas Missas, acampamentos e programas transmitidos pela TV e Internet do Sistema Canção Nova de Comunicação. Além disso, oferece cursos de Libras (Linguagem Brasileira de Sinais) e de formação de intérpretes, atendimento fonoaudiológico e catequese especial de Primeira Comunhão e Crisma para surdos.

Deixe seu comentário