REDE DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL CANÇÃO NOVA
Quinta-feira, 17 de outubro de 2019
  • Facebook
  • Twitter

Na íntegra, Homilia de Mons. Jonas Abib aos Profissionais da Saúde

Publicado em: 05/09/2014

Tags: , , , , ,

Nos dias 22 a 24 de agosto, a Canção Nova realizou o Encontro para profissionais de saúde que contou com a participação de profissionais como médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos, cuidadores etc.

No Domingo, Monsenhor Jonas Abib  celebrou a  Santa Missa de encerramento, acompanhe na íntegra a Homilia de Monsenhor:

Homilia Mons. Jonas Abib

(24/08/14)

Auditório São Paulo


Quando são refrões bonitos assim ainda mais com melodias tão lindas, eu gosto quando eles são repetidos porque também eles podem ajudar muito na pregação “ Completai em mim a obra começada, Senhor completai a obra em mim começada”.

Sim, realmente Ele começou uma obra em você e todas as notícias que eu fui recebendo mostravam que realmente a obra que o Senhor realizou foi linda e agora Ele quer completar. Nós estamos pedindo, mas antes e mais que nós pedimos o Senhor está querendo completar a Obra em nós começada

A primeira leitura ela é interessante do profeta Isaías. Sóbna era o administrador do palácio, o mordomo do palácio, mas  um homem tremendamente orgulhoso, vaidoso. Ele acabou se tornando realmente um megalomaníaco,  tornou-se um megalomaníaco, até mesmo quanto autônomo para seu futuro. Já tinha mandado construir um muro, vejam, ele não era um rei, era um mordomo, um administrador do palácio. Mas tinha mandado construir um túmulo tão suntuoso que era próprio de um megalomaníaco e você sabe muito bem o que é um megalomaníaco. E o que acontece? Não foi um rei e nem mesmo o profeta Isaías, foi o próprio Deus quem disse: Eu vou te destituir do posto que ocupas e demitir-te do teu cargo. Faz a gente tremer, não é verdade?

Nenhum de nós queriria ouvir isso da parte do Senhor e pior ainda, que o Senhor fizesse isso conosco “Eu vou demitir-te do teu cargo te destituir do posto que ocupas”, por quê? Por causa do seu orgulho e da sua vaidade.

E colocou no lugar, o Senhor, Eliacim, esse administrador. No palácio era Sóbna e substituiu por Eliacim, e que beleza o que Ele diz a respeito de Eliacim: “Ele será um pai para meu povo”; e aí está o importante.

De maneira alguma vc pode ser Sóbna, a quem o Senhor vem a dizer: “: Eu vou te destituir do posto que ocupas e demitir-te do teu cargo”, não!!! De jeito nenhum, você não pode ser Sóbna, você precisa ser Eliacim.

E vejam o que Deus diz a respeito de Eleacim: “Ele será um pai para os habitantes de Jerusalém”. Você precisa ser pai, você precisa ser mãe daqueles de quem você cuida, seja em que campo for, essa paternidade é importante, é necessária.

Interessante, eu era menino e só havia um médico no bairro, porque era um bairro de Periferia. Naquele tempo, além do Rio Tietê, já era periferia em São Paulo e era lá que meus pais e eu morávamos. Só havia um médico, mas como ele era paterno! Não era um homem muito de Igreja, mas  que levava a sua profissão desta maneira. Quando ele ia na casa das pessoas, quando ele estava próximo… Era difícil um médico fazer parto, em geral, isso se diz de outras parteiras…. Da minha última irmã quem fez o parto foi ele. E o mais interessante é que terminado o parto, ele vai para a cozinha e fica lá tomando um cafezinho com meu pai, com quem estava em casa e ficou um longo tempo. E minha mãe fica atrapalhada, “o que está acontecendo?” E manda chamar e  diz pra ele:

-Dr., o que está acontecendo?

-Nada Dn. Josefa, não é nada não!

-Alguma coisa está acontecendo, o senhor aqui em casa todo esse tempo, deve ser porque tem mais uma criança!

Foi daí então que a minha mãe percebeu, o que o médico já tinha percebido, que eram gêmeos.

E minha mãe dizia:

-Ah, então vamos lá, por favor! Se for preciso apressa.

Ele era assim… Só contei esse fatozinho de tantos que eu podia contar porque ele era um pai. Você profissional da Saúde precisa ser pai, precisa ser mãe.. Que Deus lhe dê essa graça!!

Que bonito, a Eliacim, o Senhor deu uma palavra maravilhosa: “Eu farei levar aos ombros a chave da casa de Davi. Ele abrirá e ninguém poderá fechar. Ele fechará e ninguém poderá abrir”. O impressionante é que isso depois é tomado pela palavra de Deus, no livro do Apocalipse e referindo-se a Jesus, mostrando que Jesus é quem tem essa chave de Davi. E Ele é aquele que abrirá e ninguém poderá fechar, fechará e ninguém poderá abrir, aí está justamente a recompensa do humilde, do simples. Humildade é ser simplesmente aquilo que se é, e pronto. Você é um grande profissional da área da saúde? Um neurocirurgião de renome? Seja simplesmente aquilo que você é. Humildade é isso! Até mesmo dentro daquilo que você faz, fazendo com competência, com toda competência, mas com simplicidade: eu sou aquilo que Deus me fez, muito mais do que aquilo que eu sou, eu sou aquilo que Deus me fez. Deus abençoe você por causa disso!

A segunda leitura, retirada da carta aos Romanos é uma explosão de São Paulo. Assim como Jesus teve várias explosões registradas no Evangelho, como aquela “-Te bendigo Pai Senhor do Céu e da Terra porque escondestes essas coisas aos sábios e inteligentes deste mundo e as revelastes aos pequeninos”, São Paulo aqui tem uma explosão maravilhosa:

-Oh profundidade da riqueza, da sabedoria e da ciência de Deus, como são inescrutáveis os seus juízos e impenetráveis os seus caminhos. De fato, quem conheceu o pensamento do Senhor? Ou quem foi o seu conselheiro? Ou quem se antecipou em dar-lhe alguma coisa, de maneira que venha a ter direito a alguma retribuição? Na verdade tudo é Dele, por Ele e para Ele, a Ele a glória para sempre, amém! Muito carismático, explodindo no grupo de oração, é o que São Paulo escreve. E por quem ele escreveu isso?

Nós estamos aqui no capítulo 11, da carta aos Romanos. Onze (11) vem depois do dez (10) e o dez (10) vem depois do nove (09), risos. Nos capítulos 09, 10 e 11, São Paulo trata de um assunto maravilhoso, ele trata do seu povo, o povo Hebreu, povo herdeiro de Abraão, por isso hebreu-herdeiro- de Abraão. Ele chega ao ponto de dizer que ele estaria disposto a abrir mão de tudo que ele era e fazia, e até mesmo ele tinha a coragem de deixar a Cristo Jesus, em favor do seu povo, para que o seu povo tivesse Cristo, é maravilhoso isso. E nesses 3 capítulos; 9, 10 e 11 ele trata do povo de Deus do primeiro testamento e no capítulo 11 ele diz que essa cegueira de Israel só durará até o dia em que tenha entrado a totalidade dos pagãos, gente que impressionante! Ele mesmo vê que seu povo está na cegueira, mas essa cegueira só durará até que tenha entrado a totalidade dos pagãos, quando a totalidade dos pagãos entrarem para o cristianismo então a cegueira de Israel vai desaparecer. Portanto, daí já essa necessidade urgente de evangelizar. Porque aqui pagãos somos nós, nós não somos judeus e Paulo está fazendo justamente um paralelo entre seu povo hebreu e os pagãos. Todos nós somos pagãos, claro, hoje cristãos, mas olhando para o povo hebreu nós somos pagãos. Então, quando a totalidade dos pagãos a cegueira de Israel vai cair. E o mais lindo, então Israel em peso será salvo… Apressa essa hora Senhor, que ela venha logo que o teu povo eleito em peso seja salvo.

Gente que beleza, é uma maravilha isso. E por fim, São Paulo diz também qual será o efeito de sua reintegração, se não, uma ressurreição dos mortos? Portanto, quando Israel for salvo, quando Israel vier para o centro da vontade de Deus, qual será o efeito de sua reintegração, se não, uma ressurreição dentre os mortos? O quer dizer isso? Que o único sinal, aliás, o último sinal da vinda de Jesus é a conversão dos judeus. Quando os Judeus se converterem, deixa eu dizer a gíria: saí de baixo; porque o Senhor já está às portas, daí ele está às portas mesmo. Então diga comigo: apressa essa hora Senhor, que o teu povo de Israel seja salvo, e que Tu venhas logo Senhor…

E aí está o importante eu disse que eu deixaria para a hora da pregação aquilo que falou a palavra da profecia, porque o Senhor disse na palavra da profecia que Ele está próximo, muito próximo, que Ele está vindo! E que se aproxima a vinda Dele. Para isso eu pego a I carta aos Coríntios, capítulo 15, onde São Paulo nos diz “Os mortos ressucitarão incorruptível e nós seremos transformados. É necessário que este corpo incorruptível se revista da incorruptibilidade e que este corpo mortal se revista da imortalidade”.

É preciso, e a palavra é “é preciso”, o que fazermos até que o Senhor venha? Não sabemos quanto tempo, aí entra o Evangelho de hoje. É preciso que eu e você, em primeiro lugar, não apenas diga, mas realize com a vida: “Tu és o Cristo, o filho do Deus Vivo”.

Sim, em primeiro lugar a gente viver essa realidade, nós não acreditamos em qualquer, nós acreditamos no Cristo, o Filho de Deus Vivo, nós investimos a nossa vida nesse Cristo, Filho do Deus Vivo, é isto!

Você, na área da Saúde, investe a sua vida. Você encontra o Cristo, o filho do Deus Vivo, em cada pessoa que você atende. Você não está atendendo simplesmente um paciente, não! É muito mais do que isso, você está acolhendo o Cristo, o Filho do Deus Vivo. Isto é real, não é poesia. O Senhor quer que você viva isso, então, em primeiro lugar, eu me conscientizar. Tomar cada vez mais consciência de que ele é o Cristo, o Filho do Deus Vivo e Cristo é a minha vida, Ele é a vida da minha vida e por Ele eu invisto tudo. Se eu sou um profissional da saúde, eu sou por causa de Cristo, o Filho do Deus Vivo.

E segundo lugar, é preciso anunciar! E que bonito, as pessoas tem muita confiança na pessoa da área da saúde, justamente por causa da debilidade dela. Ela precisa de alguém, precisa segurar-se em alguém, precisa apoiar-se em alguém. Então, ela confia muito no Profissional da Saúde, repito: seja qual for o campo, a pessoa confia! É preciso anunciar o Cristo, o Filho do Deus Vivo. Você precisa ser um anunciador(a), um apóstolo, um evangelizador(a) anunciando o Cristo, o Filho do Deus Vivo; e fazer com que muitos os conheçam. Que bonito, talvez o remédio mais importante que a pessoa necessita seja justamente esse: conhecer Jesus Cristo, o Filho do Deus vivo, aquele que é o nosso Senhor. Sim, porque na verdade Ele é o Senhor e nós precisamos assumí-lo como Senhor e proclamá-lo como Senhor. Porque Ele é o Senhor, Ele precisa ser conhecido, amado, acolhido, é a grande graça que você tem dentro daquilo que você realiza. Enquanto aguardamos e apressamos a vinda do Senhor, o que Ele quer de você é  radicalidade na santidade.

Para isso vamos pegar mais uma passagem da Escritura; São Pedro na sua segunda carta, IIPe 3, nos fala também de maneira clara e forte, interessante, Pedro é aquele que fala com mais força a respeito da vinda do Senhor, a maneira dele falar é forte. Então, Pedro nos diz: “uma vez que todas essas coisas se darão, considerai qual deve ser a santidade de vossa vida e de vossa piedade, enquanto esperais e apressais o dia de Deus”. A Bíblia Teb traduz isto dizendo qual deve ser? Não! A Bíblia Teb diz: “que santidade de vida, que homens devemos ser nós que aguardamos e apressamos a vinda do Senhor? Está aqui, radicalidade de santidade, sermos radicais na santidade. Muito mais que profissional de saúde, você precisa ser santo e fazer justamente da sua profissão os degraus para subir para a santidade, para subir um degrau por dia na conquista da santidade, na radicalidade da sua santidade. A sua profissão não deve fazer  esmorecer, mas pelo contrário, se acrisolar a sua busca de santidade. Que santidade de vida, que homens devemos ser, nós que aguardamos e apressamos a vinda do Senhor, porque a nossa santidade vai apressar a vinda do Senhor.