REDE DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL CANÇÃO NOVA
domingo, 15 de setembro de 2019
  • Facebook
  • Twitter

Semana Profissional no Progen

Publicado em: 12/11/2012

Com medo, tímidos, confusos e indecisos. É desta forma que muitos jovens se sentem no momento da escolha de qual curso fazer, ou em qual faculdade deve entrar. No momento do vestibular sempre há a sensação de estar optando pela profissão errada. Quanto mais cursos e profissões surgem dentro do mercado, maior parece ser a incerteza do jovem, mais difícil se torna a tomada de decisão.

Nesse momento, qual caminho seguir? O que fazer? Uma coisa é certa, quanto maior o leque de opções que surge para quem quer ingressar em uma universidade ou curso técnico, maior também a chance de se realizar quanto profissional e encontrar algo que realmente lhe faça satisfeito quanto à sua escolha.

Pensando nisso, o Progen- Projeto Geração Nova, realizou nesse mês de Novembro a Semana Profissional, com o objetivo de contibuir com nossos educandos para uma orientação vocacional,onde eles terão  auxílio de alguns profissionais falando das suas atuações  na qual estão inseridos no mercado de trabalho.

Na manhã da última quarta-feira (07/11), alguns profissionais da Fundação João Paulo II estiveram no prédio da Unidade I da Rede de Desenvolvimento Social Canção Nova para palestrar o que é a realidade de cada profissão e seus segmentos. Já na quinta (08/11), algumas faculdades da região trouxeram materias e  expuseram seus cursos.

De acordo com o IBGE- Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, somente 42% dos alunos brasileiros de ensino superior completam a faculdade.

Os dados  do Censo do IBGE de 2000, mostram que dentre 3,5 milhões de trabalhadores formados em mais de 20 áreas diferentes, cerca de 53%, está hoje em uma profissão diferente do que se formou.

Além disso, o Censo da Educação Superior 2003, mostra que há uma considerável defasagem entre o número de pessoas que entram nas universidades, mas abandonam antes de terminarem o curso.

Durante a adolescência um dos maiores conflitos interiores é sobre qual caminho acadêmico e profissional deve-se seguir, por isso, nada melhor do que colaborar para que essa escolha seja bem feita pelo jovem. A conversa com pessoas que já estão no mercado, quebra vários mitos que os adolescentes trazem sobre determinadas profissões, além de tirar  outras dúvidas e também confirmar a escolha profissional de muitos deles.